Arquivo

Archive for the ‘Packaging’ Category

Bee-mbalagem

outubro 20, 2010 Deixe um comentário

Assim, quem acessa esse blog, com certeza acessa também o Lovely Package, por isso eu evito postar coisas que eu vejo lá, aqui. Mas eu gostei tanto desse projeto, que quis “enfeitar” meu blog com ele. Aliás, essas fotos eu encontrei no Graphic Exchange. Criação de Ah&Oh Studio, da Polônia.

Bolhas de Perfume

Eu sou daquelas que gosta de perfumes infantis. E tenho um daqueles perfuminhoas da Natura, Mamãe Bebê de Flor de Laranjeira, que amo! Ainda hoje de manhã, quando decidia qual perfume iria usar, fiquei tentada a usá-lo, mas desisti, pelo fato de não gostar da aplicação, aquele lance de molhar o dedo para passar na pele, etc… Aí, enquanto passava outro perfume, refleti sobre o assunto: Porque a maioria dos perfumes infantis não tem borrifador? Será que é algo perigoso, prejudicial para os olhos ou vias nazais das crianças ou algo assim? Será que é mais denso que os perfumes normais e por isso não é possível borrifar o líquido? (suposições)

Mais tarde, no trabalho, acabei coincidentemente me deparando com essa criação do perfumista Francis Kurkdjian. Uma coleção de perfumes infantis que vai atrair não só crianças, mas adultos como eu. A embalagem não é lá um charme em si, mas o modo de aplicar que é inovador, inusitado e divertido. O próprio nome já revela seu encanto, Les Bulles d’Agathe (As Bolhas de Ágata) é um perfume em bolha, a idéia é simples, mas original, iguais aos potinhos usados para fazer bolhas de sabão que qualquer criança adora. Em 3 aromas, ervas, pêra e menta, não sei já está a venda no Brasil (se ainda não tiver, é só uma questão de tempo).

Banho de Gato

janeiro 29, 2010 Deixe um comentário

Novo produto da linha infantil Natura Naturé – Lenços umedecidos Banho de Gato.

Me conquistou. 😉

Dreamball

janeiro 14, 2010 Deixe um comentário

Projeto de embalagem de suprimento feito pela Unplug Design, da África do Sul. A intenção é que as embalagens de produtos de ajuda humanitária enviado às comunidades carentes seja feito com material reciclado e com essa faca especial, de forma que, após seu uso, essas embalagens possam ser recortadas e transformadas em bolas de futebol para crianças do terceiro mundo.

O projeto foi inspirado naquelas famosas bolas feitas pelas próprias crianças, recheadas de papel e cobertas com pedaços de plástico ou folhas de palmeiras.

Segundo os criadores, uma vez montada, a bola pode ser recheada com papel ou plástico, da mesma forma, contudo, oferece as crianças carentes, sua própria bola de futebol, trazendo-lhes esperança e momentos de alegria.

A intensão é nobre e o material apropriado.

Via Lovely Package.

Sweet Design

dezembro 14, 2009 Deixe um comentário

Esse é um dos cases vencedores do Prêmio Embalagem Marca 2009. Promovido pela revista de mesmo nome.

Ao substituir 3 tamanhos diferentes de embalagem, por um único modelo de pote de vidro de 235 gramas, com design exclusivo, marca em alto relevo no fundo e três diferentes rótulos para as três variedades de geléia fabricadas pela Casa de Madeira – divisão de negócios da Casa Valduga, – a empresa conseguiu aumentar os ganhos na produção, nos processos logísticos, diferenciação no PDV e aumento de 10% nas vendas.

O que me chama a atenção, além disso, é o posicionamento da Casa de Madeira em oferecer três tipos de geléia, ainda que do mesmo sabor. O objetivo disso é atingir públicos distintos: Original, sem pedaços de frutas e para redes de supermercados sofisticados; Tradicional, com pedaços de frutas e para público em geral; e Gourmet, destinada a alta gastronomia.

A intenção do novo design foi instigar o consumidor (principalmente mulheres) a experimentar o produto e guardar os recipientes após o consumo.

A agência de design responsável pelo projeto foi a UNT Design, de Caxias do Sul.

Embalagem, a alma do negócio

dezembro 14, 2009 3 comentários

Como fazer uma microempresa do interior se transformar numa empresa conhecida e conquistar grandes centros? Primeiro, identifique um problema em suas vendas. Segundo, contrate um escritório de design para mudar sua embalagem. Terceiro, ache os fornecedores e parceiros certos para executar a embalagem. Quarto, venda para grandes redes como o Pão de Açúcar. Essa foi a receita seguida pela fabricante de doces Brasil Caipira, de Engenheiro Coelho, interior paulista. Eles costumavam vender seus doces da forma usual que a maioria das outras empresas faz, em bandejas de EPS (pra não dizer Isopor) embaladas por um filme de PVC e uma etiquetinha de identificação do fabricante. Basicamente assim:

Aí, a diretora comercial Raquel Aparecida Ravanini percebeu que essas embalagens, além de feias, eram violadas com facilidade, o que deteriorava o produto e diminuia seu prazo de validade. Foi aí que eles resolveram procurar o escritório de design Louren Costa, que bolou essas novas embalagens para a empresa:

Segundo o designer o preto é pouco utilizado no mercado de doces, mas dá percepção de nobreza e requinte. O fechamento da embalagem é feito por um filme-tampa transparente de polipropileno biorientado (BOPP) selado na bandeja e uma cinta de papel funciona como rótulo da mesma. E eu ainda acrescento que a transparência é fundamental para esse mercado, pois o consumidor pode ver o que está comprando e com isso, perceber a honestidade do fabricante.

Além de conquistar mercados novos e de grande porte, como redes de supermercado paulistas e cariocas, o produto, agora com ar mais refinado, também tem prazo de validade maior, já que a embalagem selada dificulta sua violação.

O escritório Louren Costa incluiu na linha de produtos, outros modelos de embalagem.

Via Embalagem Marca

Fun fun fun

outubro 20, 2009 Deixe um comentário

No dia 8 de outubro – início desse mês – foram divulgados os vencedores do prêmio Embalagem Marca 2009. Dentre os premiados (que apresentarei no próximo post) está a linha de embalagens de cosmético d’O Boticário, a Linha Fun, coleção Ice Cream, que eu particularmente achei ótima. Não é a primeira premiação desse projeto, que também já ganhou o prêmio Idea Brasil nesse mesmo ano. O design foi feito pelo studio Lumen Design, de Curitiba e já não é mais novidade pra ninguém, pois foi lançado no último verão e sua edição esgotou-se rapidamente. A novidade fica por conta da merecida premiação. Abaixo apresento o memorial descritivo do projeto, que o transformou num case de sucesso.

163_linha_fun_ice_cream

“A Linha Fun, coleção Ice Cream, foi criada para explorar em produtos cosméticos a linguagem dos sorvetes. A embalagem deveria chamar atenção em janeiro, quando as vendas caem. Por ser uma edição limitada, não havia possibilidade para grandes inovações nos frascos, com alto investimento em moldes. O desafio era explorar boas idéias de baixo custo.

Foi criada uma linha diferenciada. As soluções na faca dos cartuchos geraram formatos inusitados, que se destacaram nos pontos-de-venda sem custo adicional em relação aos cartuchos tradicionais.

O formato de sorvete nas tampas dos potes alcançou o objetivo de associação de imagem desejado. Imagens de texturas cremosas, cores especiais e relevo nas caixas fortaleceram a proposta.

As vendas de quase 350 mil unidades extrapolaram as previsões de O Boticário. Foi um sucesso tão meteórico que criou limitações na produção, e só por isso não vendeu mais. O êxito do produto levou a novos lançamentos com a mesma proposta, como a linha Fun Milk, que tem as embalagens inspiradas em imagens de vacas leiteiras.” (fonte:  Embalagem Marca 2009)

Só pra completar, no embalo do sucesso da Linha Fun, o Boticário acabou de lançar no mercado a linha Milk, que também está linda e, dessa vez, já garanti minha embalagem.

fun-milk

%d blogueiros gostam disto: